Carnaval 2006

Liberdade, Igualdade e Fraternidade - Um Sonho Chamado França

Data do desfile: 25/02/2006 - Sábado.

Local: Sambódromo da Marquês de Sapucaí.

Ordem de desfile: 4ª Agremiação a desfilar.

Colocação: 6ª Colocada do Grupo A com 237,4 pontos.

Presidente: Moysés Antônio Coutinho Filho (Zezo)

Carnavalesco: Comissão de Carnaval.

Samba-Enredo:

(versão estúdio)


(versão ao vivo)

Compositores: Doutor, Marquinhos Bombeiro, Ditão, Eli Penteado e Fernando de Lima
Intérprete: Daniel Silva

Mergulhei na história
Luta por vitórias marcam a existência do país
Da revolução nasce o progresso
Aí o povo vive mais feliz
Cante a liberdade, a fraternidade, igualdade,
Esse lema é imortal
França dos pintores, poetas, escritores,
Pólo da cultura universal

Vem meu amor, me abraça
Vem sonhar
Belos cafés, velhos cabarés, cassinos,
Só Paris nos dá

Oh! Quanto glamour
Vien mon amour para conhecer
A Torre Eiffel, perfume, alta costura
Culinária, que loucura !
Queijos, vinhos dão prazer
Na estação das flores renascer
Hoje eu vou bailar sob a luz das estrelas
Vem amor que tudo é festa
Vamos lá conhecê-la, vem sonhar

Deus Baco, vou me embriagar
Ah! De tanto amar
Na fantasia de Debret descobri você
Hoje Santa Cruz é França, coração balança
Lindo é reviver


Sinopse do enredo

Justificativa do Enredo:

2005 foi o ano do Brasil na França - homenagem deste país em reconhecimento à criatividade e a diversidade cultural brasileira.

Inúmeros eventos foram realizados para mostrar ao povo francês a riqueza da nossa terra, da nossa gente.

Retribuindo a homenagem através do enredo "Liberdade, Igualdade, Fraternidade - Um sonho chamado França", o G.R.E.S. Acadêmicos de Santa Cruz exaltará a nação francesa, suas raízes, sua arte e todo o encantamento de um país que mudou os rumos da história da humanidade.

Conhecer a França é mergulhar nos mistérios da civilização, viver emoções e afogar-se em cultura e beleza.

Na França tudo tem alma; uma magnetismo que envolve com inexplicável alquimia, inebriando os corações e tornando os sonhos repletos de fantasia.

"Seja como os pássaros que, ao pousarem um instante, sobre os ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas."

O DESENROLAR DE UMA GRANDE HISTÓRIA

A história da França um dos países mais antigos do Ocidente, confunde-se com a história da Europa e do próprio mundo.

Um pássaro de glórias, lutas e vitórias marca a existência deste país, que nunca hesitou em resistir à tirania.

Desempenhando um importante papel no desenvolvimento da civilização, o território francês passou pelas mãos dos gauleses, de origem celta, em épocas anteriores a Cristo; foi conquistado pelos romanos e invadido diversas vezes, sobretudo por causa de sua localização e características geográficas. Por volta do século IX, tornou-se um aglomerado de feudos. Do século XIV ao século XVIII, o país sofreu com diversas guerras.

Muitos Reis governaram a França exercendo o poder absoluto, controlando a justiça, a política e até mesmo a religião dos súditos.

Em 1600, o absolutismo foi reforçado com a figura de Luís XIV, o Rei Sol. Seus sucessores, Luís XV e Luís XVI desencadearam fortes crises e descontentamentos nas classes menos favorecidas, que pagavam aos reis altos impostos, não tinham direito a voto e viviam na miséria.

Aqueles que faziam oposição à monarquia eram presos na Bastilha, uma prisão política, ou condenados à guilhotina.

A situação social era tão grave e o nível de insatisfação popular tão grande que o povo foi às ruas com o objetivo de tomar o poder e arrancar do governo a monarquia comandada por Luís XVI.

O primeiro alvo dos revolucionários foi a Bastilha, símbolo da tirania real. A queda da Bastilha deu início ao processo revolucionário na França. A Revolução Francesa foi um importante marco na trajetória da civilização. Através dela nasceu a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, tornando iguais todos os homens de bem.

O lema da Revolução Francesa: Liberdade, Igualdade, Fraternidade - ecoou em todo o mundo, modificando os rumos da história.

Entretanto, as monarquias européias descontentes se aliaram e invadiram a França, no intuito de esmagar a revolução. Seus exércitos foram derrotados, mas a situação era crítica. Para pacificar a crise interna, entrou em cena o general Napoleão Bonaparte. Napoleão tinha uma política expansionista e chegou a ocupar quase toda a Europa. Foi coroado imperador dos franceses instaurou um regime monárquico inspirado nos princípios da revolução. Senhor do continente europeu, Napoleão disseminou pelos países conquistados os ideais liberais dos franceses. Mas, as invasões foram acompanhadas da exploração das populações locais e os sucessos militares foram substituídos pela resistência e pelo fracasso.

Napoleão Bonaparte deu a ambição um nome pessoal, mas a sua era chegou ao fim e sua estrela se apagou.

Passaram-se anos, explodiu a I Guerra Mundial e a França atravessou períodos difíceis.

Na II Guerra Mundial, o país se rendeu à Alemanha nazista. Mas, graças ao general Charles de Gaulle e a seus aliados, o país se libertou da ocupação alemã e reativou suas forças.

Atualmente, a França de Jacques Chirac é uma das maiores potências mundiais, grandemente industrializada e com uma elevada economia.

Ainda hoje, a imortal bandeira da Revolução Francesa - Liberdade, Igualdade, Fraternidade - tremula nos mais altos mastros das nações democráticas do mundo inteiro.

" Logo mais, na restauração, Uma bandeira tremulará em toda parte, ao lado de todas: A da Paz; Um idioma de falará junto aos demais: O de Fraternidade; Um ideal de fará presente no meio dos outros: O de progresso; Uma religião única estabelecerá a ponte de união Entre o Homem e Deus: A do Amor Universal..."

PÁTRIA DE ARTE E CULTURA

Considerada fonte de inspiração e reconhecida como a pátria onde se respira arte e cultura, a França nutre poetas e artistas com o néctar de sua beleza.

Os franceses conservam altivos os monumentos que balizaram sua história; museus que expõem testemunhos de vidas passadas e obras-primas; e igrejas que são exemplos vivos da fé que transcende o tempo.

A Torre Eiffel, apelidada de "A Dama de Ferro", é o símbolo maior do país. Constituída em 1889, para demonstrar toda a tecnologia dominada na época em estruturas metálicas, a torre parece querer firmar sua grandiosidade. É uma metáfora para a sede de conquistas do homem. E na França, o homem conquistou os mais altos pilares da arte.

As esculturas de Auguste Rodin deram forma ao bronze e viajam pelo universo.

Os pincéis de Renoir, Debret, Claude Monet e tantos outros imortalizaram paisagens e cenas francesas.

Na Literatura, os franceses provocaram uma revolução intelectual na história do pensamento moderno. Suas idéias trouxeram luz, conhecimento e felicidade aos homens. Escritores como Diderot, Victor - Hugo, Júlio Verne, Antoine de Saint - Exupéry e Jean - Paul Sartre descortinaram novos horizontes ao ser humano, despertando sensações adormecidas e saberes trancados no coração.

Representando o teatro, a Comédie Française é o templo sagrado dos clássicos franceses e a sede da trupe mais antiga em atividades no Ocidente.

Na dança, a leveza dos movimentos do balé encontrou seu grande palco.

Na França, todas as artes contribuem para a maior de todas as artes: a arte de viver.

UM SONHO CHAMADO FRANÇA

Conhecer a França é abrir a alma para um mundo de sonhos.

Viajar pela França é soltar as amarras do cotidiano, libertando todos os sentidos.

Esta bela terra oferece infinitas paisagens, tradições e divertimentos.

Das estações de esqui dos Alpes ao tranqüilo estilo de vida do Mediterrâneo, o fascínio que o país desperta é enorme.

Cada recanto é um convite ao prazer e à alegria.

As largas avenidas hospedam dos singelos cafés aos mais sofisticados restaurantes; de frenéticos cabarés a cassinos elegantes.

Moulin Rouge, lendária casa de espetáculos inaugurada em 1889, representa um fenômeno de sucesso dos cabarés e teatros de revista da França. Todas as noites, lindas dançarinas dão vida ao moinho vermelho, perpetuado nas telas de Toulouse Lautrec, ao ritmo do Cancan.

O Lido de Paris, o Crazy Horse e Folles Bergére são conhecidos mundialmente pela luxuosidade, sensualidade e qualidade dos seus shows.

Nas roletas dos cassinos, a fantasia gira no compasso das apostas, atraindo um público elegante e refinado.

Em cada recanto vive-se um sonho; um sonho chamado França.

O LADO GLAMUROSO DO PROGRESSO

A França é um dos países mais industrializados e próspero do mundo.

Destacam-se as montadoras de automóveis e aviões, as indústrias mecânicas, químicas, elétrica e a biotecnologia.

Possui um sistema de transportes muito desenvolvido e a rede rodoviária mais densa da Europa.

A principal companhia aérea do país, a Air France, adquire cada vez maior importância, tanto nacional quanto internacionalmente.

Os perfumes e cosméticos franceses, oriundos de uma tradição secular, ocupam posição de destaque, representando boa parte das exportações. Símbolos de luxo e refinamento, envolvem poderosos especialistas em marketing e lançamentos publicitários de nível mundial.

A alta-costura tece, nas passarelas das grandes metrópoles, tramas de cores, formas e tendências que ditam a moda mundialmente.

A culinária francesa é uma das mais notáveis e respeitadas. Há séculos passados os gostos e os modos à mesa foram renovados por experientes cozinheiros. Hoje, renomados chefes de cozinha difundem, com orgulho, esta sofisticada gastronomia, onde não podem faltar os queijos, a baquete e o vinho.

Bebida dos deuses, o vinho representa boa parte da riqueza da França, que é o melhor país vinícola do mundo. Nenhum lugar produz tantos vinhos de altíssima qualidade.

Apesar do progresso, os franceses cultivam a harmonia e a arte de viver. A vida é cor de rosa e cada momento deve ser festejado.

Em Nice, a Batalha das Flores comemora a chegada da Primavera com desfile de fantasias e carros alegóricos.

A Festa da Música, com sua diversidade de estilos, e o Tour de France, famosa competição ciclística, são eventos tradicionais que abrem o verão, aclamando o sol.

A Festa do Vinho, celebrando o inverno, reacende as tradições de um povo que brinda, com charme e sabedoria, a alegria de viver.

França - Luzes, cores, milhões de aromas e sabores - uma verdadeira festa!

Rosele Nicolau Jorge Coutinho, autora do enredo.

Ficha Técnica
Componentes: 2500
Alas: 23
Alegorias: 5
Presidente: Moysés Antônio Coutinho Filho (Zezo)
Comissão de Carnaval: Rosele Nicolau, Munir Nicolau, Fran Sérgio, Fernando Alvarez, André Marins
Diretor de Carnaval: Mário José de Siqueira Campos
Diretor de Harmonia: Waldemir de Paula (Mica)
Diretor de Barracão: Simão Ferreira da Silva
Autor(es) do enredo: Rosele Nicolau Jorge Coutinho
Autores do samba: Doutor, Marquinhos Bombeiro, Ditão, Eli Penteado e Fernando de Lima
Intéprete: Daniel Silva
Mestre de Bateria: Mestre Marquinhos
Ritmistas: 220
Rainha de Bateria: Renata Santos
Diretora da ala das Baianas: Marília Vianna
Número de Baianas: 100
Responsável pela Ala das Crianças: Jacyra dos Santos
Responsável pela Galeria Velha Guarda: Neuza Maria de Oliveira
Coreógrafo Comissão de Frente: Carlinhos Muvuca
Mestre-Sala e Porta-Bandeira:
1º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira
Nome do Mestre-Sala: Eduardo Belo
Nome da Porta-Bandeira: Cínthia Ribeiro
2º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira
Nome do Mestre-Sala: José Mauro
Nome da Porta-Bandeira: Andressa Dornelles
3º Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira
Nome do Mestre-Sala: Rudson Santos
Nome da Porta-Bandeira: Synara Ângelo
Roteiro de desfile

Setores da Escola:

COMISSÃO DE FRENTE

1º SETOR: O DESENROLAR DE UMA GRANDE HISTÓRIA

ABRE-ALAS:
1ª ALA - A Monarquia
2ª ALA - O Clero
3ª ALA - A Nobreza
4ª ALA - O povo
5ª ALA - Napoleão Bonaparte
6ª ALA - As Grandes Guerras Mundiais

2º SETOR: PÁTRIA DE ARTE E CULTURA

2ª ALEGORIA:
7ª ALA - Os Pintores
8ª ALA - O Corcunda de Notre Dame ( Conto de Victor Hugo )
9ª ALA - Cinco semanas em um balão ( Livro de Júlio Verne )
10ª ALA - O Pequeno Príncipe ( Livro de Saint Exupèry ) - Crianças
11º ALA - O Balé

3º SETOR: UM SONHO CHAMADO FRANÇA

3ª ALEGORIA:
12ª ALA - Cancan
1º CASAL DE MESTRE-SALA e PORTA-BANDEIRA
13ª ALA - Lido de Paris ( Bateria )
14ª ALA - Passistas
15ª ALA - Espetáculos Noturnos
16ª ALA - Façam suas apostas
17ª ALA - A Elegância dos Cassinos

4º SETOR: O LADO GLAMOUROSO DO PROGRESSO

4ª ALEGORIA:
18ª ALA - Chefes de Cozinha
19ª ALA - Batalha das Flores ( Baianas )
2º CASAL DE MESTRE-SALA e PORTA BANDEIRA
20ª ALA - Festa da Música
21ª ALA - Tour de France
22ª ALA - Festa do Vinho
23ª ALA - La Vie en Rose ( Velha - Guarda )

5ª ALEGORIA: A FRANÇA É UMA FESTA

Fotos do Desfile

Vídeos do Desfile